terça-feira, 8 de outubro de 2013

MINÉRIO

CROMITA


Óxido duplo de ferro e cromo. FeCr2O4. Contendo 32% Fe e 68% Cr. A cromita é o único minério de cromo. Estrutura cristalina: isométrico, hexaoctaédrica. Hábito: octaédrico. Cristais raros e pequenos. Fusibilidade: infusível. Traço: castanho, escuro e preto. Clivagem: ausente, quebradiço. Fratura: concoidal. Dureza: 5,5 a 6,5. Densidade: 4,7. Morfologia: comumente maciço, granular e compacta. Brilho: submetálico a metálico. Cor: preto do ferro ao preto-acastanhado. Ocorrência: rochas ígneas, metamórficas e em meteoritos. A cromita é um constituinte comum dos peridotitos e dos serpentinitos deles derivados. É um dos primeiros minerais a se separar do magma que se resfria. Pensa-se que os grandes depósitos de cromita se teriam formado por essa diferencição magmática. Associa-se com a serpentina, coríndon e a olivina. O elemento metálico mais abundante, depois do ferro, manganês, alumínio e o cobre. Utilizados nas indústrias metalúgicas, químicas e de reflatários. Ocorrem: Andorinha, Campo Formoso, Cansanção, Monte Santo, Queimados, Santa Cruz e Uauá – Bahia; Mazagão – Amapá e Alvorada de Minas – Minas Gerais. Amostras extraídas em Campo Formoso – Bahia, e doadas pela mineradora Cia de Ferro Ligas da Bahia - Ferbasa.

3 comentários:

  1. Oi meu nome paulo eu encontrei um mineral semelhantes com este que esta nesta postagens so que esta que eu encontrei a mais cromo que as dafoto

    ResponderExcluir
  2. a cidade o nome é queimados ou queimadas ?

    ResponderExcluir
  3. Descoberta de minerio cromita tem algum intressado a explora ,tem que ver o potensial

    ResponderExcluir