sexta-feira, 29 de agosto de 2014

MINÉRIO

PIRITA
Sulfeto de ferro. FeS2. Sistema cristalino: isométrico, diploédrica. Frequentemente em cristais. As formas mais comuns são o cubo, tendo as faces usualmente estriadas. As estrias nas faces adjacentes são perpendiculares entre si (estrias tríglifas) e também com combinações de diversas formas cristalinas. Propriedade física: quebradiça. Composição química: Fe 46,6% + S 53,4%. Dureza: 6,5. Densidade: 5. Brilho: metálico reluzente. Cor: amarelo do latão, pálido. Traço: esverdeado ou preto-acastanhado. Diafaneidade: Opaco. Clivagem: imperfeita. Fratura: desigual e concoidal. Fusibilidade: fusível. Origem: rochas magmáticas, metamórficas e sedimentares. A pirita é o principal minério de enxofre e para fabricar o ácido sulfúrico. Devido ao seu brilho metálico e a sua cor amarelo-dourada, recebeu o apelido de ouro-dos-tolos, ironicamente, contudo, pequenas quantidades de ouro podem às vezes ser encontradas disseminadas nas piritas. Também, pode conter arsênico, níquel, cobalto e cobre. O nome pirita vem do Grego pyr, que significa fogo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário