domingo, 24 de março de 2013

MINÉRIO

BORNITA
Minério de cobre. Sulfeto de cobre e ferro. Cu5FeS4. Sistema cristalino cúbico. Denominado “minério pavão” devido a sua coloração iridescente. Clivagem: imperfeita. Fratura: concóide. Cor: amarelo-bronze, marron, azul, verde, violeta e púrpura. Traço: cinzento e preto. Brilho: metálico. Fusibilidade: fusível. Dureza: 3. Densidade: 4,9 a 5,3. Ocorrência: rara. Origem: rochas ígneas e sedimentares. A bornita às vezes é aurífera. Bornita provém do nome do mineralogista alemão Von Born (1742-1791). Ocorre: Vazante, MG. Carajás, PA. Jaguararí  e Ibipitanga, BA e Caçapava do Sul, RS. Amostras extraídas numa profundidade de 522 metros ao nível do mar no município de Jaguararí - Bahia, e doada pela Mineração Caraíba S/A.

Nenhum comentário:

Postar um comentário