quarta-feira, 3 de setembro de 2014

MINERAL

LABRADORITA
Aluminossilicato de cálcio e sódio. (Na,Ca)Al1-2Si3-2O8. Estrutura cristalina: triclínico. Membro da série dos feldspatos plagioclásios. A família da labradorita (feldspatóides) compreende a albita, oligoclase, andesina, bytwnita, anortita, ortoclase, sanidina, anortalase, microclina, etc. Composição química: Na2O 4,56% + CaO 12,38% + Al2O3 30,01% + SiO2 53,05%. Hábito: prismático. Clivagem: perfeita. Fratura: irregular e concoide. Brilho: vítreo a nacarado. Dureza: 6 a 6,5. Densidade: 2,7. Traço: branco. Morfologia: agregados esfoliantes, massas compactas e granulares. Cores: cinza, preto, branco, incolor, azul. Ocorrências: rochas magmáticas e metamórficas. Diafaneidade: transparente a opaco. Seu efeito iridescente é chamado de Schiller ou labradorescência. A iridiscência é resultado de intercrescimento lamelar como consequência de mudanças de fase ocorrida durante o arrefecimento. Foi descoberta em Labrador, Canadá. Utiliza-se em joias e adorno.

Nenhum comentário:

Postar um comentário