sábado, 28 de fevereiro de 2015

MINERAL

DRAVITA
Uma turmalina amarronzada. Borossilicatos de alumínio, cálcio, lítio, sódio, magnésio e ferro. NaMg3Al6(BO3)3Si6O18(OH)4. Sistema cristalino: hexagonal, trigonal, piramidal, ditrigonal. O mineral magnésio é que dá cor marron a esta variedade de turmalina - a dravita. Hábito: prismático, estriado, colunar, acicular ou massa indistinguível de cristais. Fratura: sub-concoidal e irregular. Clivagem: não clivável.  Diafaneidade: transparente a opaco. Brilho: lustroso, vítreo a resinoso. Dureza: 7 a 7,5. Densidade: 2,9 a 3,2. Cor: marron-amarelado de claro a escuro. Fusibilidade: a fusibilidade manifesta conforme a composição mineral, na dravita é de 1.085°C. Risco. branco ou incolor. Porcentagem química: Na2O 3,23% + MgO 12,61% + Al2O3 31,90% + SiO2 37,60% + B2O3 10,89% +H2O 3,76. Origem: magmática, nos jazimentos de micaxistos e nos pegmatitos graníticos. O nome turmalina origina do cingalês, toramalli. Já dravita vem da região do rio Drava (Eslovênia) onde foi primeiramente descoberta em 1.883. Ocorrências: Bahia, Goiás e Minas Gerais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário